3 Princípios de Neuromarketing para aumentar as suas vendas

Tempo de leitura: 3 minutos

0 Flares Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

O Neuromarketing é uma das especialidades do marketing que tem como principal funcional compreender melhor a mente dos consumidores. Afinal de contas, uma empresa, para vender, precisa entender primeiro o que os consumidores desejam. Para isso, é interessante seguir alguns Princípios de Neuromarketing dentro da organização.

Vamos entender um pouco mais o que é Neuromarketing e como ele pode ajudar o negócio a vender mais!

O que é Neuromarketing?

É, basicamente, os princípios da neurociência aplicados ao marketing. Essas pesquisas são realizadas por meio da observação e análise das respostas biológicas que os consumidores têm diante de uma peça de marketing ou de um produto na vitrine por exemplo. Essa atividade cerebral funciona como um norte para o que as organizações podem fazer para vender mais.

A ideia principal na qual o Neuromarketing atua é entender como o inconsciente do consumidor se comporta para realizar a compra. O desejo surge por meio das camadas mais profundas da nossa mente e que está diretamente relacionado às nossas emoções e lembranças mais íntimas.

Por meio disso, é possível aplicar conceitos importantes de Neuromarketing na organização e assim fazer com que os consumidores comprem mais e de uma forma melhor, mais certeira.

Princípios de Neuromarketing que ajudam a organização

Assim como a maioria das organizações, você deseja ter lucro não é mesmo? Então, veja esses 3 Princípios de Neuromarketing para colocar em prática dentro da empresa.

Princípio 1: use o mecanismo da recompensa

Já parou para pensar por que gostamos tanto de jogos e por que existem diversas pessoas que passam horas e horas jogando? Os jogos usam o mecanismo da recompensa imediata: você consegue vencer algumas etapas e passa de fase. É algo palpável e perfeitamente alcançável. Isso faz com que neurotransmissores relacionados ao prazer sejam liberados no cérebro e o jogo torna-se algo prazeroso.

É exatamente o princípio da recompensa que você precisa usar no negócio. O que o cliente vai ganhar de recompensa ao fazer uma compra ou contratar um serviço com sua empresa? Você pode pensar em um atendimento espetacular, um desconto de acordo com o valor e assim por diante.

Princípio 2: crie relacionamento

É preciso entender que o cliente é uma pessoa assim como você. Isso quer dizer que ela tem desejos, sonhos, problemas, expectativas e todas emoções de um ser humano. Por isso, nenhum desses fatores deve ser descartado no momento do atendimento. Você gosta de ser bem atendido independentemente se vai comprar ou não certo? Então, faça o mesmo pelo cliente, faça com que, dentro do estabelecimento, ele sinta-se à vontade e volte mais vezes.

E uma das melhores formas de fazer com que isso se torne uma realidade é criando um bom relacionamento. Existem outras formas de criar relacionamento como oferecer uma versão gratuita do seu serviço ou produto, oferecer diversas formas de pagamento, facilitando a vida do cliente, e assim você mostra que confia nele.

Princípio 3: use um bom layout

O layout do site pode criar boas emoções e sensações no visitante. Um layout simples, fácil de navegar, intuitivo, com o fundo claro, com poucas informações, evitando a poluição visual, pode favorecer consideravelmente para que ele chegue ao momento da compra.

Ao fazer um layout é preciso pensar que o objetivo final é direcionar o usuário a tomar uma ação e o design do site para fazer isso. Para encontrar o melhor formato, é possível fazer testes A/B antes de encontrar o melhor layout para negócio.

Que tal começar a aplicar esses 3 Princípios de Neuromarketing na organização? Para aprender mais sobre esse e outros assuntos que podem ajudá-lo, assine a nossa newsletter!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *