Você está preparado para o Agronegócio do Futuro, ou melhor, do presente!

Tempo de leitura: 3 minutos

0 Flares Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

O agronegócio movimenta milhões de reais todos os anos no Brasil e faz parte de uma parcela expressiva da economia. Além disso, de acordo com dados do Centro de Estudos de Economia Agrícola da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz de Piracicaba (Cepea/Esalq), esse setor emprega cerca de 19 milhões de pessoas. Dessa forma, fica bem claro que é um mercado essencial para todo o país.

Diante desse cenário, é preciso reconhecer que apenas o melhor profissional terá lugar no mercado. As mudanças estão acontecendo rapidamente, especialmente as tecnológicas. A tecnologia no agronegócio tem crescido de forma significativa, expandindo cada vez mais o setor.

Essa tecnologia faz com que a produção possa aumentar sem aumentar os custos na mesma proporção. Além disso, muitas dessas inovações estão ajudando as empresas do ramo a se tornarem ecologicamente mais responsáveis pelo nosso ecossistema.

Qual será o futuro da tecnologia no agronegócio?

Atualmente focar no volume da produção ou na escala tornou-se algo ultrapassado. Na verdade, é preciso ter uma análise do custo benefício e ter uma boa logística. Por conta disso, hoje podemos ver pequenos negócios conseguindo alcançar lucros mais elevados do que as grandes empresas do mercado. Isso prova que a tecnologia aliada ao conhecimento de bons profissionais pode fazer mais do que ter um grande capital.

Já podemos citar diversos exemplos de como a tecnologia está aprimorando o trabalho no campo. O mais simples deles é o uso de drones, uma forma prática, mais rápida e mais barata de monitorar um grande espaço e assim, acompanhar todas as etapas de produção no campo.

Um dos maiores diferenciais para o futuro está no uso da biotecnologia. Com essas inovações é possível encontrar formas de plantar em solos que antes não conseguiam oferecer nenhum tipo de rentabilidade. Uma das coisas que a biotecnologia consegue fazer é modificar as sementes para que elas consigam se adaptar ao solo brasileiro. Dessa forma é possível começar a plantar alimentos em diversos pontos do país, aumentando a oferta.

Como se preparar para esse cenário?

Como já dissemos logo acima, as empresas não devem olhar apenas para a produção ou para o volume dela. O foco não deve ser em produzir mais, mas sim em produzir mais sem gastar mais, ou seja, aproveitar ao máximo cada centavo que foi feito de investimento no empreendimento. Isso sim é ser eficiente e é isso que as empresas estão buscando nesse momento.

Assim, a logística é o ponto mais importante e um bom gestor precisa saber lidar com esse novo aspecto do campo. É preciso reconhecer que o trabalho nesse mercado mudou e que são necessários novos conhecimentos para se adaptar a ele.

Algumas carreiras começam a se destacar, algumas que antes não eram tão visadas, mas agora já sabemos que elas são o futuro. Por exemplo, operadores de trading para negócios com o exterior e demais gestores como especialistas em agroindustrialização e outros. Assim, esse novo profissional deve saber administrar e gerir a empresa como nenhum outro.

A tecnologia no agronegócio, sem dúvida algo, traz e ainda trará inúmeras mudanças. Com o número de pessoas no mundo crescendo, será necessária uma maior produção para suprir essa demanda.

Quer saber mais sobre como ser esse profissional do futuro? Então, conheça a nossa pós-graduação em gestão do agronegócio!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *