Líder: Um papel importante para o engajamento da equipe

Tempo de leitura: 3 minutos

0 Flares Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

Não é de hoje que a falta de um líder competente se tornou uma das maiores reclamações dentro de uma empresa. Além dos recursos disponíveis, da tecnologia e processos, as empresas precisam de pessoas que estimulem outras pessoas, desta maneira favorecendo todos a darem o melhor de si, assim, evitando que a empresa funcione em níveis baixos.

Como sabemos, em uma empresa, o líder é o principal formador de opinião nas equipes. É ele que personifica a empresa perante seu time, pois é desta maneira que o colaborador percebe de forma clara seu papel no ambiente de trabalho.

Mas como se tornar um grande líder e influenciar pessoas de forma positiva? Se você tem essa dúvida ou está em busca de se tornar um grande líder, continue lendo este artigo, ele tem tudo que você precisa saber para fazer a diferença no mercado.

 

Como desenvolver a liderança ou pensar como um líder?

Como é a sua maneira de pensar e ver o mundo? Essa pergunta faz uma grande diferença para a pessoa que busca sem um grande líder.

Existe um termo psicológico especificamente para isso, o lócus de controle, ele determina como a pessoa encara e reage aos acontecimentos – bons e ruins – da vida.

Existem dois tipos de lócus de controle, o externo e o interno.

No lócus externo de controle, a pessoa procura respostas do lado de fora e se questiona de maneiras como: o que aconteceu comigo foi sorte ou azar, imprevistos ou chance, e assim por diante. Neste tipo de lócus, você é o coadjuvante da sua história.

Já as pessoas com lócus interno de controle, associam o que aconteceu ao seu próprio esforço, competência e mérito. Se algo der errado, elas pensam: existe uma maneira para reverter essa situação, o que preciso fazer para que isso aconteça?

Uma pessoa com o lócus de controle interno fortalecido, reforça seu protagonismo e sua capacidade executora, portanto, assumindo a liderança.

 

Como motivar sua equipe no ambiente de trabalho

Sabemos que a motivação varia de indivíduo para indivíduo, porém, seguindo esses passos, você como líder atuará como um catalizador, criando as condições necessárias para que a motivação exista.

1 – forte senso de atuação (propósito);

2 – comunicação clara com os liderados;

3 – inteligência emocional e contextual;

4 – incentivo à capacitação da equipe;

5 – melhoria do ambiente de trabalho.

 

Após avaliar esses pontos, identifique e maximize os pontos fortes da sua liderança e equipe, usando-os em benefício do trabalho. Caso queira dividir essa experiência com a equipe, faça uma autoavaliação ou com a ajuda dos liderados, questione-os sobre as força do seu superior imediato.

Nunca se esqueça, investir na motivação da equipe não é somente uma forma de engajá-los na busca por ótimos resultados, mas também de retê-los em longo prazo. Assim, é possível garantir que os talentos fiquem por muito mais tempo dentro da empresa.

 

Finalizando, tenha em mente que os líderes não foram feitos apenas para liderar com a burocracia – mesmo essa função fazendo parte do seu papel –, mas especialmente para alinhar e impulsionar pessoas. Só assim é possível atingir resultados significativos, que beneficiem os profissionais e o negócio em geral.

Uma ótima maneira de conhecer suas habilidades e transformar seu lócus externo em interno ou melhorar ainda mais seu lócus interno é evoluindo suas qualidades no MBA de Liderança, Coaching e Psicologia Positiva, da Faculdade Gap.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *